Arquivo do Autor

TSE autoriza envio de Forças Armadas se Rio pedir,

agosto 15, 2008

Os ministros do Tribunal Superior Eleitoral ( TSE ) decidiram nesta noite que o presidente da Corte, ministro Carlos Ayres Britto, deverá intensificar os trâmites burocráticos para que forças federais de segurança atuem nas eleições do Rio de Janeiro. Na prática, eles deram a Britto carta branca para acertar com o ministro da Defesa, Nelson Jobim, o envio de tropas das Forças Armadas, se o pedido for feito pelo governador fluminense, Sérgio Cabral. O governador já se declarou publicamente favorável ao auxílio.

O reforço da estrutura de segurança do Rio de Janeiro começou a ser debatido com o objetivo de neutralizar a influência direta de milícias ou traficantes no processo eleitoral. Em comunidades da cidade dominadas por esses grupos, apenas candidatos com apoio dos criminosos fazem campanha livremente. Outros candidatos e jornalistas chegaram a ser ameaçados ao passarem por esses locais.

A assessoria do TSE informou que a solicitação de auxílio das Forças Armadas já foi prontamente atendida pelo Ministério da Defesa em eleições anteriores. Em 2006, as tropas atuaram em 142 municípios.

Veja mais:

STJ rejeita pedido de juizes e libera candidatura de “ficha suja”

Cabeça do Eleitor

Cabeça do Eleitor

julho 22, 2008

Para todos os candidatos que visitam o blog, um livro ótimo e essencial para quem quer fazer de sua campanha, vitoriósa, é o Cabeça do Eleitor, escrito pelo sociólogo Alberto Almeida e publicado pela Editora Record.

O livro é um estudo de como é a decisão do voto dos brasileiros, ensinando a montar e avaliar uma pesquisa de opinião, além de muitos outros temas que fazem com que o candidato seja vitorioso na disputa.

Coloquei a capa do livro logo abaixo, com o link para o site, para quem gostou e quer conhecer melhor o livro, o autor ou ler um trecho do livro.

http://www.acabecadoeleitor.com.br/

Quem ainda não leu e vai concorrer esse ano, esse livro é imprescindível.

Boa semana a todos.

QUESTÕES POLÍTICAS JAMAIS DEVERIAM ESTAR ACIMA DAS NECESSIDADES DO POVO.

março 31, 2008


Se a democracia é instituída para que o povo através de seus representantes tenham o que lhe é necessário. Nesta matéria ( link:  http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20080329/not_imp147818,0.php  ) fica claro que o instituto estadual de infectologia São Sebastião, no bairro do caju, tem altíssima importância para a população, principalmente em tempos de crise.mas esse direito não está sendo respeitado pelo governador.

Por questões políticas o atual governador Serginho Cabral, simplesmente cancelou o repasse já liberado pelo governo federal para a conclusão da reforma do instituto mencionado acima na reportagem do estadão {um dos poucos a ter extensão em todo território nacional}.

Essas brigas de poder só afetam aos que dela estão marginalizados. Agora que se faz necessário um centro especializado de infectologia, o povo morre o poder continua estabelecido a egoístas.

Acorda Sergio Cabral, mas pro povo e menos pro ego.

O prefeito de São Paulo está mostrando serviço

março 26, 2008

Vejam a guarda municipal fechando a cracolândia. Deve ser por causa do sistema de câmeras que agora
temos em São Paulo. Olhem só como funciona:

Vídeo Institucional

março 17, 2008

A pedidos este vídeo exemplar do partido democratas foi legendado e pensei que merecia mais um post.

ELEIÇÕES 2008!

março 12, 2008

A TV Globo inaugurou eleições atrás, um procedimento típico da BBC do Reino Unido. A partir de 5 de julho os candidatos tinham um tempo exatamente igual para responder diariamente às perguntas. Mas ontem o RJ-TV resolveu mudar o estilo e dar um tempo para um pré-candidato expor até programa de governo. Os demais ficaram com a lei do ministro Armando Falcão do período autoritário: fotos e nada mais. Começou muito mal a TV Globo a cobertura da campanha de 2008. Todos esperam que volte a fazer a cobertura “BBCniana” de outras eleições. Isso não ajuda a democracia nem a imagem da emissora.

EXCELENTE COMERCIAL DA SULAMERICA SOBRE USO DE BICICLETÁRIOS NO RIO-CAPITAL!

março 7, 2008

Só lembrando e agregando: 1) é uma concessão, pois a publicidade autorizada é a parceria da prefeitura do Rio; 2) todo esse enorme sistema cicloviário foi construído com investimentos da prefeitura do Rio. Que, aliás, está inaugurando mais quase 10 km de Bangu a Campo Grande nos próximos dias.

CARTÃO CORPORATIVO: FALHAS GRAVES DE IMPLEMENTAÇÃO!

fevereiro 8, 2008

O cartão corporativo é um membro de uma grande família de adiantamentos, fundos rotativos, etc… etc… Seria uma versão eletrônica de suplementação de fundos, automatica. Por isso mesmo, deveria exigir um cuidado ainda maior.

 No caso da implementação do Cartão Corporativo pelo Governo Lula, há erros graves. Por exemplo, os que o movimentam não terem sido treinados para isso ou não haver uma norma escrita de uso que cada um deveria receber e assinar.

 Desta forma, ao não haver regra nem documento, a responsabilidade total recai sobre a autoridade que autorizou o servidor ou comissionado, usá-lo, entregando-o sem regras.

 Os governos que usam adequadamente o sistema de suprimento de fundos, de fundo rotativo… ou similar, atribuem o fundo rotativo ao órgão e não a pessoa, e credenciam pessoa ou pessoas, a movimentarem pelo órgão.

 Sendo feito assim, um fundo rotativo -mesmo que na modalidade de cartão- alocado a uma escola, ou hospital, ou… e movimentado por uma pessoa, nunca permitiria a compra de aparelhos de ginástica, o conserto de mesa de sinuca, almoços em churrascaria, compras em free-shop e absurdos de estilo, como foram feitos.

 A responsabilidade delituosa é objetiva, e independente de intenções. Nesse caso as responsabilidades recaem sobre a autoridade maior que autorizou o uso de cartões corporativos, sem critérios e sem alocá-los aos órgãos, atribuindo às pessoas, a mera movimentação.

 Mais grave quando há previsibilidade do uso, e esta  não veio acompanhada por uma licitação, como no caso do combustível do avião do presidente, que poderia ser contratado internacionalmente por licitação, com prazo definido de pagamento. Imaginem os pilotos de companhias aéreas pagando o combustível com cartão?

DIREITO de salários honestos

fevereiro 1, 2008

Vejo essa revolta dos PMs como conseqüência do que o governo vem lhes oferecendo em troca de suas funções que é proteger a sociedade. Não vejo como um PM do rio pode ganhar menos que outro de Brasília, como enfrentar o trafico, entrar em favelas arriscando a vida com a bandidagem, com salários 10x maiores que o de PMs cariocas. Existindo a necessidade de uma jornada dupla, fazendo bicos para sustentar sua família.

O foco dessa questão eram os SÁLARIOS MISERAVEIS PAGOS PELO ESTADO DO RIO, com essa historia de indisciplina mudaram o foco da questão, Sergio Cabral em suas promessas de campanha garantiam salários mais honestos para professores, policiais, médicos, etc… Será que os professores iniciarão em dia as aulas?!

Brigar por salários melhores não é crime, é DIREITO !

Achei interessante o vídeo para mostrar o que recai sobre os PMs :

A ECONOMIA BRASILEIRA VAI DESACELERAR!

janeiro 24, 2008

Um blog pediu que o Prefeito do Rio desse sua opinião sobre a crise atual. Ele disse que há alguns anos deixou de ser economista profissional, ou seja, de tempo integral. Quando dava aulas de economia sua referência era um conhecido economista polonês: M. Kalecki. Se valem as idéias de Kalecki, a redução da taxa de juros nos EUA tem um objetivo externo -evitar a revoada de capitais dos países em desenvolvimento- o que daria à crise um caráter dramático. Kalecki dizia que a tomada de decisões de investimento (motor da dinâmica econômica) é dada a cada momento. E nesse sentido, está dada. Em que reduzir a taxa de juros pelo FED não afetará esta dinâmica econômica. Pode reduzir os danos, especialmente fora dos EUA. Talvez por isso o BCE -banco central europeu- não tenha tocado na taxa de juros, ontem.

 Kalecki lembrava que o que parece crise estritamente financeira, em geral é crise econômica projetada e antecipada pelo capital financeiro, muito mais ágil. Sendo assim o que se deve discutir é o tamanho desta recessão e seu impacto geral.

 No Brasil, o cambio flutuante não garante mais do que sinais sobre sua própria tendência. Na medida em que fique claro que a recessão nos EUA, ficará abaixo dos 2% antes projetados de crescimento, a tendência do real será desvalorizar, e o governo terá que acelerar esta tendência. Portanto, a contrapartida do governo brasileiro à queda da taxa de juros-base nos EUA, será aumentar a taxa Selic. Se tivesse coragem teria feito isso ontem. Perdeu tempo.

 Um real mais desvalorizado (proteger a receita dos exportadores num quadro de comercio mundial declinante, reduzindo o impacto da recessão nos EUA), e uma taxa de juros maior, inevitavelmente terão o efeito de uma inflação maior. Como esta já vinha aumentando, o efeito será mais forte e mais rápido, o que exigirá mais ortodoxia com a taxa de juros.

 Conseqüência: na margem, a economia brasileira vai desacelerar. Ou seja, o provável é que a taxa de crescimento do segundo semestre de 2008, já esteja, e se tudo der certo, na casa dos 3%. Os juros maiores pesarão nas contas fiscais. O que exigirá mais rigor fiscal do governo.

 E tudo isso num ano eleitoral básico como o de 2008 onde a vontade de gastar, aumenta.